Início / Destaque / Troca de faixa de atletas reúne multidão no Parque da Cidade

Troca de faixa de atletas reúne multidão no Parque da Cidade

Mais de 400 crianças e jovens de centros de treinamento de Salvador participaram de um grande evento de graduação de Jiu-Jitsu neste domingo (3/12), no Parque da Cidade. O evento capitaneado pelo Projeto Social Boa Luta teve como objetivo favorecer que os alunos de artes marciais sigam o sistema de graduação da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu (CBJJ) e possam participar de competições nacionais e internacionais.

Padrinho do Projeto Boa Luta e incentivador do evento, em parceria com mestres de diversas academias e a Federação Baiana de Jiu-Jitsu (CBJJ), o vereador Felipe Lucas destacou as artes marciais como “a mais poderosa” ferramenta de inclusão social que pode servir à educação. “Por isso, hoje essa é minha bandeira. Porque acredito sim, que através do esporte nós vamos poder resgatar vidas e fazer um Brasil melhor”, reforçou o parlamentar autor da lei que institui a Semana de Artes Marciais de Salvador e do projeto que indica ao Executivo a criação do bolsa atleta municipal.

O prefeito ACM Neto foi representado pelo chefe de gabinete, secretário João Roma, que destacou o caráter social do Projeto Boa Luta. “Um projeto que chega na vida de tantas famílias, através das artes marciais, desenvolvendo a disciplina, o respeito, a autoconfiança e assim a cidadania plena”, ressaltou Roma, parabenizando o Vereador Felipe Lucas pela iniciativa de apoio às artes marciais.

A atividade reuniu dezenas de faixas pretas e mestres. O vice-presidente da Federação Baiana de Jiu-Jitsu, Yuri Carlton, ressaltou que a modalidade sai fortalecida do evento com atletas sendo incentivados a competir e se dedicar nos treinos para avançar nas graduações de faixas. Segundo Carlton, o esporte vem crescendo dentro de Salvador. “Nosso projeto tem sido abraçado pelo vereador Felipe Lucas e pela prefeitura, que enxergaram no esporte algo valioso para ser fomentado dentro da nossa cidade”, destacou.

Com foco no incentivo às competições, a graduação ofereceu da faixa branca até a faixa preta, para atletas infantis e adultos, de acordo com o sistema geral de graduação de faixas do Jiu-Jitsu. O processo uniformiza o ensino e a prática dessa arte marcial, padronizando os modelos de competições.

Sobre Mathias Jaimes

Leia Também

Secretário municipal há um ano, Silvanno Salles pouco fez pela cidade

Cantor de arrocha ganha R$ 6,5 mil de salário, mas há pouco registro da sua ...

Deixe uma resposta