Início / Bahia / Projeto Tamar e Jammil celebram chegada do Verão 2018

Projeto Tamar e Jammil celebram chegada do Verão 2018

A última sexta-feira do ano, dia 29, do ano será de muita celebração. O ​P​rojeto Tamar e a banda Jammil​ e uma Noite, ​ parceiros desde 2015, realizam o “Luau do Jammil”, a partir das 20 horas, na sede do Projeto Tamar, na Praia do Forte. Durante o evento, serão realizadas ações de conscientização e educação ambiental. O show de abertura é do DJ Raiz.​ A banda Jammil​ e uma Noites, que há dois anos participa de diversas atividades e visitas, se juntou a uma das mais bem-sucedidas iniciativas de conservação marinha do Brasil para celebrar a chegada do Verão e também para ajudar a promover essa tão importante conquista, fruto dessas mais de três décadas de pesquisa, conservação, educação ambiental e inclusão social para proteger as tartarugas marinhas.

Levi Lima, vocalista da Banda Jammil, esteve na sede do Projeto Tamar, na Praia do Forte, Bahia. “Estou muito feliz, em clima de celebração. Estamos comemorando a chegada do verão, que este ano vai trazer a tartaruguinha de número 35 milhões. Isso é muito especial e motivo de muita alegria para todos nós, principalmente para toda essa turma que se dedica há tanto tempo ao Projeto Tamar. A minha torcida é que essa tartaruguinha possa nascer aqui na Praia do Forte”, disse o cantor. “A música leva para mais longe a mensagem da conservação das tartarugas marinhas e traz para perto de nós aliados como o Levi, com toda a sua força para amplificar o Movimento Tamarear. Temos muito a agradecer!”, disse Guy Marcovaldi, fundador e coordenador nacional do Projeto Tamar, que também é músico e comanda um time de artistas feras dos palcos para ajudar a proteger as tartarugas e os oceanos.

O Projeto TAMAR começou em 1980 a proteger as tartarugas marinhas no Brasil. Com o patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, hoje, o Projeto é a soma de esforços entre a Fundação Pró-TAMAR e o Centro Tamar/ICMBio. Trabalha na pesquisa, proteção e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção: tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), tartaruga-verde (Chelonia mydas), tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea) e tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea). Protege cerca de 1.100 quilômetros de praias e está presente em 25 localidades, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas marinhas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina. Visite www.tamar.org.br

Sobre Mathias Jaimes

Leia Também

SOJA e Natiruts neste sábado em Salvador

Um apresenta o Poetry in Motion” e o outro “Índigo Cristal”. SOJA e Natiruts estarão ...

Deixe uma resposta