Início / Geral / Espetáculos e exposições terminam temporada nesta semana nos espaços culturais do município

Espetáculos e exposições terminam temporada nesta semana nos espaços culturais do município

barroquinha

Na terceira semana de outubro, a programação dos espaços culturais administrados pela Fundação Gregório de Mattos segue com várias atividades voltadas para os diversos públicos.

Na terça e quarta-feira (13 e 14), o Teatro Gregório de Mattos recebe o espetáculo “O Jardim de Humberto Porto”, da mostra “Cena & Som”, integrante do projeto “Cena, Som & Fúria”, realizado pela Dimenti Produções. O musical é fruto de um projeto de pesquisa de Thiago Pondé, também diretor do espetáculo, e transporta o espectador para a era de ouro do rádio, através da encenação de um programa radiofônico que apresenta o legado do compositor baiano Humberto Porto que, em parceria com Benedito Lacerda, Herivelto Martins, J. Cascata e Assis Valente, compôs clássicos como “A Jardineira”, “Na Bahia”, “Yaya Baianinha”, “História de Amor” e “Este Samba foi Feito pra Você”. No elenco, a premiada atriz Evelin Buchegger atua como locutora e apresentadora do espetáculo, ao lado dos músicos Thiago Pondé (vocal), Lucas Pondé (contrabaixo e voz) – ambos sobrinhos-netos do compositor –, Luís Soares (violão e guitarra), Dainho Xequerê e Ricardo Costa (percussão), Pedro Degaut (trombone) e Rangel Menezes (teclado). Os ingressos custam R$10 (inteira) e R$5 (meia).

Esta é a última semana para assistir musical “Qu4tro Carreirinhas”, que estará em cartaz de quinta a domingo (15 a 18), às 19h. Dirigido por Djalma Thürler e Rafael Cal, pela Companhia Ateliê Voador, o espetáculo retoma a obra do teatrólogo carioca Flávio Marinho, inspirada no musical off Broadway “Forever Plaid”, que foi repaginada, e agora inclui questões, como machismo e misoginia, levando a reflexões sobre gênero. Na obra, a voz de Deus é materializada pela recitação da cantora Margareth Menezes. Além disso, o musical bebe do cancioneiro brasileiro, trazendo referências a Zé Keti, Arnaldo Antunes e Ivan Lins. Os ingressos custam R$30 (inteira) e R$15 (meia).

Na Galeria da Cidade, a exposição “Amar a Lina” se mantém em cartaz e pode ser visitada de quarta a domingo, das 14 às 19h. Com curadoria de Joãozito e Carla Zollinger, a ação homenageia o centenário da arquiteta Lina Bo Bardi, responsável pelo projeto do TGM, desenvolvido em 1986. A mostra reúne diversos objetos das tradições populares, produzidos por artesãos e marcados pela criatividade mágica e lúdica, que inspiraram o trabalho da artista desde que chegou à Bahia, no final da década de 50. Além disso, os visitantes podem conferir as maquetes das obras que ela realizou em Salvador, como o Conjunto do Unhão, a Casa do Benin na Bahia e a Ladeira da Misericórdia, que foram disponibilizadas pela curadora para apreciação do público.

Sobre Redação

O site Axé Notícias é mais um produto da agência de comunicação interativa M10. Axé Notícias é o site com a cara da Bahia. ;)

Leia Também

Mametto apresenta Matamba

Matamba – na mitologia Bantu, é a energia condutora do orixá Oyá no candomblé Ketu. ...

Deixe uma resposta