Início / Destaque / Caixinha de som no alto de um poste se transforma em rádio comunitária

Caixinha de som no alto de um poste se transforma em rádio comunitária

reprodução
Reprodução

Quem poderia imaginar que uma voz saindo de uma caixinha de som, no alto de um poste, resultaria numa rádio só do povo? E que esse tipo de comunicação se transformaria num poderoso veículo de expressão social dos membros de uma comunidade?

Gerida por uma associação cultural comunitária sem fins lucrativos e fiscalizada por um conselho comunitário, com pelo menos cincos representantes de entidades da comunidade, a rádio é de extrema importância para os moradores locais. Ela divulga a cultura; o convívio social; os eventos locais e noticias; os acontecimentos comunitários e de utilidade pública e ainda ajuda a promover atividades educacionais para a melhoria das condições de vida da população.

É o que confirma o universitário de filosofia, Roberto Lima, 24 anos, ouvinte da Radio Comunitária Cajazeiras FM, situada no bairro de Cajazeiras, em Salvador, Bahia. “Essas rádios falam sobre coisas que não costumamos ouvir em rádio alguma, como a relação das pessoas com o mundo das drogas e o que elas podem causar ao futuro tanto do jovem, quanto da família. Ou ainda orientações sexuais para a juventude que, por falta de informação, acabam confundindo as coisas e fazendo besteira”, diz.

Roberto ouve a Cajazerias FM todos os dias enquanto está no trabalho e já está familiarizado com sua programação. “A rádio tem um programa voltado aos idosos da sua comunidade chamado Cantinho da Vovó. O programa fala sobre os direitos e os deveres desses moradores e também mobiliza os jovens em relação ao grau de respeito que eles devem prestar às pessoas mais velhas”, lembra.

Quando bem administradas, essas rádios são de grande importância na vida do bairro. A essência do seu trabalho é disponibilizar um espaço para que o povo possa participar e expressar a sua opinião sobre determinado assunto e fazer o bem à sua comunidade.

A Natureza Fm (103,3) é mais um desses exemplos. Ela está situada no bairro Dois de Julho, também em Salvador, cercada pela paisagem natural que deu origem ao seu nome. A rádio distribui cestas básicas para a sua comunidade e diz apoiar o Programa Fome Zero, do governo federal.

Mas nem tudo é uma maravilha no mundo dessas rádios. Fique sabendo que para estarem agindo na comunidade elas passam por um sufoco inimaginável. Elas sofrem uma perseguição danada porque a maioria não tem autorização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para funcionar e a liberação demanda tempo e burocracia.

Só que a rede de rádios comunitárias cresceu tão rápido no Brasil que até o presidente Lula resolveu dar uma força. Desde abril desses anos está havendo uma esforço maior por parte do governo para acelerar o processo de legalização dessas rádio, mas com uma condição: elas têm que estar filiadas ao programa Fome Zero, como a rádio Natureza FM.

Roberto Lima que, além de ouvir à programação da rádio Cajazeiras FM quando está no trabalho, ouve a Rádio Natureza FM quando está em casa, conta que a rádio do Dois de Julho é de grande ajuda para a comunidade no combate à fome. “A rádio ajuda a conscientizar o povo a economizar para ajudar o seu próximo. Isso porque muitos alimentos são desperdiçados e a quantidade é tão grande que daria para sustentar outra família”, diz.

As rádios comunitárias que ficam nos municípios atendidos pelo Programa Fome Zero estão encabeçando a lista das que receberão concessão do Ministério das Comunicações. Depois de muito penar com as perseguições e o apreendimento de equipamentos pela Polícia Federal, elas ganharam algum sossego com a iniciativa do presidente.

A cada passo que damos há um motivo para festejar. Quem sabe conseguiremos mudar o Brasil para ser um país de todos? Sabemos que nada que é muito fácil é motivo de alegria e o que é difícil é mais gostoso. A mídia, através das rádios comunitárias, pode ser a nossa principal arma para conscientizar a população da importância do saber e do fazer!

ANTÔNIO SANTIAGO
do site Sou de Atitude

Publicado originalmente: UOL

Sobre Redação

O site Axé Notícias é mais um produto da agência de comunicação interativa M10. Axé Notícias é o site com a cara da Bahia. ;)

Leia Também

Lula se mostrou nervoso e violento no RJ: ameaças e ataques ao TRF 4

A quase uma semana de ser julgado em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal da ...

Deixe uma resposta